Esclarecemos todas as suas dúvidas

Como se comporta o nosso material

Contamos-lhe tudo o que precisa saber sobre o betão polímero, desde o seu comportamento perante a carbonatação, até à forma como é afetado pela poluição e pelas mudanças de temperatura.


Por que motivo é ideal o betão polímero para a utilização na edificação, quer nova quer na reabilitação?

  • Porque é impermeável e, assim, garante a estanqueidade.

  • Porque é muito resistente e possui longa durabilidade.

  • Porque é moldável e, assim, pode ser feito todo o tipo de formas e tamanhos.

  • Porque é leve e permite melhores desempenhos na obra.


Como se comporta o betão polímero perante a carbonatação?

  • O betão polímero não apresenta o característico desvio de carbonatação, no qual as armações interiores oxidam-se e fazem romper o betão, primeiro porque é um betão não poroso e segundo porque nunca é armado interiormente por não necessitar, devido à sua dureza e resistência.


Como a poluição afeta o betão polímero?

  • O betão polímero oferece uma resistência muito elevada aos produtos químicos e aos diferentes agentes externos e, portanto, as suas propriedades físicas não são afetadas pela poluição.


As fortes geadas podem partir o betão polímero?

  • Não. O betão polímero é um betão não poroso e, por isso, não permite a entrada de água que possa expandir-se ao congelar e chegar a romper ou partir o betão.


É complicado instalar corretamente o betão polímero?

  • Não é complicado, mas para isso temos de ter vários aspetos em consideração. O betão polímero é composto por agregados de sílica e resinas de poliéster, portanto, sofre um coeficiente de dilatação superior aos materiais tradicionais de obra. Isto requer um maior cuidado no momento de instalar e escolher os materiais de fixação.


O que é necessário ter em atenção para uma instalação correta?

  • Escolha de materiais de fixação adequados. É recomendável usar argamassa-cola elástica sobretudo nos locais onde existem grandes variações de temperatura, de modo a assegurar uma maior fixação e uma absorção do movimento de dilatação.

  • Utilização das cunhas mecânicas equipadas nas peças. Os pré-fabricados de betão polímero são fornecidos com cunhas mecânicas embutidas em massa para introdução na argamassa-cola de fixação. Isto garante uma boa fixação.

  • Previsão de juntas de dilatação. É imprescindível prever juntas de dilatação de 5 mm para absorver o movimento entre as peças. As juntas devem ser vedadas com um material adequado para assegurar a estanqueidade do conjunto.


Que materiais de fixação devem ser utilizados para uma boa instalação?

  • É recomendável utilizar argamassa-cola elástica capaz de absorver o movimento produzido pela dilatação-contração do betão polímero.


Qual é o material adequado para a selagem das juntas?

  • É recomendável utilizar silicones com alto módulo de elasticidade, resistência às intempéries e estabilidade elevada aos raios UV para evitar que amareleça.

Não perca nada! Receba por e-mail nossas novidades de ARQUITETURA!!