Como prolongar a vida útil de fachadas em áreas costeiras

Peças leves e altamente resistentes à maresia para facilitar a instalação

A costa, o mar, o cheiro de sal e aquela lembrança dos longos dias (e noites) de verão. 

Não posso deixar de me lembrar daquelas férias, em que carregamos o carro até o topo para ir ao litoral por uma semana; o guarda-sol, as malas, a geladeira de isopor, o colchão inflável... uma aventura e tanto para quem está dentro de casa.

Eu adorava e isso continua me enchendo de alegria.

A única coisa que me incomoda é quando o sal gruda no corpo todo, até no rosto, e você passa o dia inteiro sem conseguir tirá-lo. 

E acho que com os edifícios acontece a mesma coisa. Não que eu possa falar com eles, mas vejo as consequências.

As fachadas localizadas no litoral deterioram-se mais facilmente do que as edificações no interior, devido à corrosão da maresia. E também costumam estar muito expostos às intempéries da costa.

Por isso, as pessoas que moram à beira-mar durante o ano todo sabem que escolher um material e acabamentos de qualidade para suas fachadas é muito importante.

Para falar a verdade, tendo elementos de fácil manutenção e longa durabilidade, dá muita tranquilidade (seja no litoral ou no interior).

Um material não poroso que resiste bem às condições climáticas costeiras é o betão polímero.

E não dizemos isso da boca pra fora. 

O departamento de I&D de materiais da ULMA realiza testes e provas de durabilidade com base na norma EN14617, para que a mistura de agregados que compõem o material seja sempre ideal.  

Veja este exemplo: um prédio de apartamentos em Gandía, Valência, onde escolheram peças pré-fabricadas neste material para a sua reforma. 

As frentes de esforçado originais da fachada encontravam-se em mau estado de conservação e com risco de destacamento, então decidiu-se proceder à sua substituição. Isso porque 40 anos não passam em vão.

Caso queira saber mais sobre pré-moldados arquitetônicos para reformas, clique aqui para entrar em contato.  

Os vizinhos queriam que a reforma fosse definitiva e durável, com peças de alta resistência e com bom comportamento contra a salinidade. 

Como já dissemos, o betão polímero é um material não poroso. Graças a isso, o sal não penetra nas peças e não enferruja as fixações. Isso significa que as hastes que as mantêm presas à fachada permanecem em bom estado por mais tempo, dando maior durabilidade às peças. 

Além disso, esse material permite a criação de peças leves, com menor seção e peso, o que facilita seu transporte e montagem no local. E são simples de instalar. 

Caso surja alguma dúvida durante a fase de instalação, os nossos técnicos poderão lhe aconselhar até a colocação da última peça. 

Nesta ocasião, foram fornecidas mais de 300 frentes de esforçado na cor branca.

Documentação

Dossier Pré-fabricados Arquitetónicos

Dossier Pré-fabricados Arquitetónicos

Download
Catalogo Pré-fabricados Arquitetónicos

Catalogo Pré-fabricados Arquitetónicos

Download

Temos uma newsletter de ARQUITETURA que não é como as restantes. Clique no botão e contamos-lhe o que é isto tudo:

De que trata a newsletter de arquitetura?