Transformação incrível num dos hotéis maiores de Sitges, Barcelona

A imagem do “antes” irá surpreender

O histórico Hotel Terramar em Sitges foi construído nos anos 30 com uma estrutura original da Belle Époque.

Naquela época viajar só estava ao alcance dos mais privilegiados;  Terramar era um hotel exclusivo para a classe abastada.

O estabelecimento, com grandes jardins e salões glamorosos, era digno da elegância e do refinamento da época.

Hotel Terramar años 30

No entanto, nos anos 60, o aumento dos salários, a redução do horário de trabalho e a chegada do automóvel transformam em realidade o sonho de muitas famílias de passarem as férias junto ao mar.

Viajar começou a estar ao alcance de todos os bolsos e chegou o “boom” turístico.

Para dar resposta ao turismo de massas que invadiu a costa, o hotel foi ampliado e reformado, convertido num edifício gigantesco, irreconhecível se o compararmos com o design anterior.

Este era o seu aspeto naquele tempo.

hotel terramar años 60

E assim foi como ficou após a última reabilitação.

hotel terramar albardillas cubremuros ulma

Que grande mudança, não é?

Nesta última reforma integral, o estúdio de arquitetura Isern transformou o hotel, adaptando-o ao século XXI e devolveu-lhe a elegância e esplendor de outras épocas.

Para isso, escolheram os nossos capeamentos, que pode ver colocados sobre as paredes dos terraços.

“A ULMA é uma referência na versatilidade do produto. A moldabilidade do betão polímero permite-lhe, com uma solução muito simples, resolver praticamente qualquer elemento. “

Daniel Isern, o arquiteto autor do projeto, contou-nos que há mais de 20 anos que utiliza os nossos pré-fabricados, sobretudo em reabilitações: “A ULMA é uma referência na versatilidade do produto. A moldabilidade do betão polímero permite-lhe, com uma solução muito simples, resolver praticamente qualquer elemento. “

Para este caso concreto no Hotel Terramar, Daniel escolheu um capeamento padrão:

“Neste caso utilizámos um produto padrão para uma obra curva, com uma excelente relação qualidade-preço. A cor branca da peça combinava perfeitamente com a monocamada e assim conseguimos que o edifício simulasse um barco branco ancorado na praia. Além disso, destacaria o perfil tão discreto que tem e o capeamento bonito e suave ao toque. Para o nível de acabamento, a textura é fantástica.”

Capeamentos sobre as paredes dos terraços

cubremuros

Estas coberturas de parede servem de peça de remate para proteger a parede de infiltrações. Além disso, conseguem um acabamento estético que se adapta às novas tendências de arquitetura.

Se tiver alguma dúvidacontacte-nos através deste formulário e teremos o prazer de o(a) atender

Como o Hotel Terramar se encontra na primeira linha da praia, a qualidade dos materiais era um aspeto extremamente importante, uma vez que nos ambientes salinos deterioram-se com maior facilidade.

Assim, o arquiteto Daniel Isern e a sua equipa escolheram para o projeto os capeamentos da ULMA, que garantem uma grande durabilidade graças ao material em que estão fabricadas: o betão polímero.

Nas palavras de Daniel Isern, “Necessitávamos de um sistema que nos desse a garantia de que não teria desvios futuros. Qualquer outro material em frente ao mar nos daria problemas”.

No total foram fornecidos 1900 metros lineares de capeamento MB22 e 130 metros lineares de peitoris L22.

Documentação

Dossier Pré-fabricados Arquitetónicos

Dossier Pré-fabricados Arquitetónicos

Download
Catalogo Pré-fabricados Arquitetónicos

Catalogo Pré-fabricados Arquitetónicos

Download

Não perca nada! Receba por e-mail nossas novidades de ARQUITETURA!!